Categorias
Notícias

Impactos financeiros da pandemia no futebol

O cenário ainda não é um dos melhores, apesar de melhorar progressivamente. O futebol também sofreu muito com a pandemia, alguns clubes mais que outros vivenciaram isso. No entanto, ainda é provável que a situação apenas se intensifique, mostrando as verdadeiras consequências de tudo isso.

A área financeira é uma das que mais sofrem com essa questão. É quase impossível desvincular o futebol atual dela. Talvez a situação seja reversível, mas tudo que existe agora é esperança nisso. A volta aos jogos com certeza é uma boa maneira de recuperar o tempo perdido.

Antes de tudo vamos tentar entender melhor como os acontecimentos do ano de 2020 conseguiram impactar tanto o futebol e como a parte financeira de muitos clubes chegou a um nível tão péssimo.

A situação em 2020

Não podemos negar que no começo não havia uma preocupação plena. Assistir futebol ao vivo pela TV era uma coisa, mas paralisar completamente os jogos parecia inviável. Assim os diversos torcedores se sentiam. 

Impactos financeiros da pandemia no futebol

A questão que causou o problema de verdade foi a alteração rápida em tudo. De uma hora para outra era necessário parar! Campeonatos, contratações e muitas outras questões foram desconsideradas. Era impossível prosseguir.

Isso pegou os clubes de surpresa e como também não havia público para pagar por ingressos e nem mesmo um meio de fazer publicidade essas equipes ficaram completamente sem opções. Lembrando que muitas delas sobreviveram apenas por possuírem certo valor para lidar com problemas durante algum tempo.

O futebol durante a pandemia

No geral existem vários impactos quanto a isso. Veja bem, a real situação do futebol trouxe a tona alguns pontos. Os campeonatos tiveram que parar. Parados eles não geram resultados, nem jogos e, consequentemente, não havia premiações.

Contratações e outros pontos que utilizassem muito dinheiro não poderia ser concluída diante disso, a questão é que os pequenos clubes não poderiam lidar de forma correta com isso.

Com o cancelamento de vários campeonatos, os jogadores estavam parados. A situação do salário, por sua vez, se tornava mais evidente. Como seria possível atribuir o valor, sem está ganhando nada. Ao menos aqui no Brasil aconteceu uma situação que contribuiu para essa ajuda, veremos depois.

A diferença entre os clubes

Claro, com o tempo parado as diferenças entre os clubes apenas cresciam. Quem possuía mais valor para investir em seus profissionais, por sua vez, conseguia mais destaque. Isso ficou claro quando foram observadas essas grandes mudanças.

Essa diferença entre os níveis de jogadores fizeram com que o futebol se tornasse muito imprevisível. Sempre que possível, no entanto, havia uma certa ajuda. A FIFA realmente tentou ajudar esses clubes financeiramente.

Assim sendo, as mais famosas equipes brasileiras conseguiram se manter de pé. Isso é claro, considerando parte do pagamento dos jogadores. Outras, por sua vez, não receberam o auxílio necessário ou os profissionais tiveram esse valor negado. 

Acabou sendo um assunto com bastante polêmica, porém, foi resolvido.

Houve alguma forma de ajuda?

Como dito, a FIFA tentou ajudar logo de cara. Acontecia da seguinte forma:

Alguns clubes da primeira divisão do brasileirão, por exemplo, recebiam mais que membros da série B. É claro que essa decisão também foi tomada de acordo com o tamanho do clube. As ajudas poderiam vir de várias formas, como doações e afins.

Essa situação se mostrou ainda mais clara quando grandes influencers da internet passaram a apoiar seus clubes. Era uma forma de passar o valor para os profissionais e manter o futebol daquela equipe vivo.

Marcas famosas também tentaram ajudar, algumas inclusive tentaram fazer algo pelo futebol feminino, mas esse ainda era muito novo no mercado. É claro, o objetivo de apoio poderia ser diverso, mas com certeza qualquer valor era importante!

Os impactos foram severos e chegaram rapidamente. Muitos clubes começaram a trabalhar com outras realidades. Era necessária essa nova visão do mercado para que não se tenha grandes problemas.


A questão é que essas mudanças rápidas foram terríveis para pequenas equipes. O futebol muito se prejudicou com certas paralisações ou com as medidas de saúde. Era algo necessário para evitar o pior, mas não deixa de ser uma questão para se aprofundar bastante. Os impactos delas podem seguir por bastante tempo.